Vigilância orienta manicures e clientes de salões de beleza

Vigilância orienta manicures e clientes de salões de beleza

A Semana da Vigilância Sanitária começou com ações de orientações para os salões de beleza. Durante toda essa semana, o trabalho da vigilância será apresentado à população, em ações comemorativas ao Dia Nacional da Vigilância Sanitária, celebrado em 5 de agosto. 

No distrito sanitário do Bairro Novo, o evento Informando a Beleza na tarde desta segunda-feira (31/7) focou no trabalho das manicures. De acordo com a coordenadora de Vigilância em Saúde do Bairro Novo, Juliana Margarida Martins, foi realizado um reforço com as manicures sobre os riscos de transmissão de hepatites virais e micoses.

“Até 2012 a esterilização dos materiais poderia ser feita com estufa, hoje em dia é obrigatório ter autoclave. Além de ter o equipamento correto, é necessário fazer o ciclo completo na máquina, com os materiais na embalagem certa, chamada papel grau cirúrgico”, diz ela. “Nada de alicate com papel alumínio na ponta”, complementa.

Segundo Juliana, os clientes dos salões devem ficar atentos para verificar se a embalagem é aberta na hora e se é feito o descarte das lixas de unha após o uso. “Quanto mais esclarecido o consumidor melhor”, diz. Juliana explica que o caráter da ação nesta semana é de palestra educativa apenas, mas em situações de fiscalização em salões de beleza, a falta da autoclave leva a suspensão da atividade do estabelecimento até que ocorra a adequação.

Já o evento Boas Práticas em Salão de Beleza e Similares, no distrito sanitário do Pinheirinho, focou em orientações específicas sobre legislação, vacinas recomendadas para os profissionais (hepatite B, tétano e tríplice viral), documentação para obter licença sanitária e como realizar o descarte correto de materiais perfuro-cortantes. Além de profissionais de salões de beleza, o evento no Pinheirinho contou com profissionais de podologia e de estúdios de tatuagens e piercing

Cuidados básicos que os frequentadores de salões devem ficar atentos:

Ambiente

- Banheiros e lavatórios devem oferecer sabonete líquido e papel toalha;

- A área para alimentação dos profissionais deve ser privativa e independente das demais dependências do salão;

- A instalação elétrica não pode estar exposta e deve existir um número suficiente de tomadas para evitar sobrecarga de energia;

- Todos os produtos devem estar dentro do prazo de validade.

Manicure e pedicure

- Recomendável que manicure e pedicure usem luvas e que também façam a troca a cada novo cliente;

- Bacias utilizadas para mãos e pés devem ser higienizadas e revestidas com plástico descartável a cada novo cliente;

- O uso de lixas de unha, de pé e palitos de madeira é individual. Eles podem transmitir fungos e infecções nas unhas e, por isso, devem ser descartados após o uso;

- Alicates, espátulas e outros instrumentos cortantes devem ter sido lavados com água e sabão, devidamente embalados e posteriormente esterilizados na autoclave para, só então, serem utilizados;

Na hora da depilação

- Além de um local privativo, é obrigatório o uso de cera e lençóis descartáveis;

- A cera roll-on é de uso exclusivo ou deve ser aplicada de forma que o roll-on não toque diretamente a pele do cliente;

- Espátulas e pinças podem ser descartáveis ou devem ter passado pelo processo de esterilização.

Maquiagem

- Utensílios de maquiagem, como pinceis e esponjas, devem ser higienizados depois de cada cliente porque podem transmitir conjuntivite e infecções, como o terçol.

- Antes de aplicar o batom, exija que o maquiador remova a camada superficial com um lenço de papel para evitar o risco de transmissão de herpes.

Cabelos

- Toalhas limpas e secas devem ser de uso exclusivo de cada cliente;

- Lâminas e navalhas devem ser descartadas após o uso;

- Tesouras e lâminas de máquinas devem ser limpas e desinfetadas com álcool 70.

- Pentes e escovas devem estar sempre limpos.

Programação da Semana da Vigilância Sanitária

Quarta-feira (2/8)

9h – Ações da Vigilância Sanitária no Controle do Aedes aegypti - Igreja São José (Rua Raul de Oliveira, 38, Cajuru).

9h – Atuação da Vigilância Sanitária - Unidade de Saúde Estrela (Rua Francisco Nowotarski, 184-264, Fazendinha).

10h15 - Atuação da Vigilância Sanitária - Unidade de Saúde Santa Quitéria I (Rua da Divina Providência, 1445, Santa Quitéria).

11h30 - Atuação da Vigilância Sanitária - Unidade de Saúde Santa Amélia (Rua Berta Klemtz, 215, Fazendinha).

9h30 – O Trabalho da Vigilância Sanitária - Rua da Cidadania do Carmo (Avenida Mal. Floriano Peixoto, 8.430, Hauer).

14h30 - O Trabalho da Vigilância Sanitária - Rua da Cidadania do Carmo (Avenida Mal. Floriano Peixoto, 8.430, Hauer).

15h - Boas Práticas em Manipulação de Alimentos - Auditório do ParkShopping Barigui (Rua Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 600, Campo Comprido).

Quinta-feira (3/8)

9h – Boas Práticas em Manipulação de Alimentos - Administração Regional do CIC (Rua Manoel Valdomiro de Macedo, 2460, CIC).

9h - Atuação da Vigilância Sanitária – Unidade de Saúde Santa Quitéria II (Rua Bocaiúva, 310, Santa Quitéria).

10h15 - Atuação da Vigilância Sanitária – Unidade de Saúde Vila Guaíra (Rua São Paulo, s/n, Vila Guaíra).

11h30 - Atuação da Vigilância Sanitária – Unidade de Saúde Parolin (Rua Sergipe, 59, Parolin).

15h – Restaurantes - Auditório Rua da Cidadania-Matriz (Praça Rui Barbosa, 101, Centro).

15h - Boas Práticas em Manipulação de Alimentos - Auditório do ParkShopping Barigui (Rua Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 600, Campo Comprido).

Sexta-feira (4/8)

9h – Educação em Saúde no Controle da Dengue - Administração Regional do CIC (Rua Manoel Valdomiro de Macedo, 2.460, CIC).

9h – Boas Práticas em Manipulação de Alimentos - Auditório do ParkShopping Barigui (Rua Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 600, Campo Comprido).

Segunda-feira (7/8)

14h – Restaurantes - Auditório Rua da Cidadania Boa Vista (Avenida Paraná, 3.600, Boa Vista).