Diabete Melito

 

A atenção às pessoas com diabete melito (DM) consta como item prioritário do sistema de saúde curitibano desde os primeiros documentos (1979/80) que sistematizaram cuidados primários para a saúde do município. Atualmente, o Programa de Atenção ao DM da Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba (SMS) tem mais de 45 mil usuários inscritos.
Este programa sistematiza a atenção a esta condição no município e organiza a as ações de saúde para a população portadora desta condição crônica. Muito além da competência técnica, o programa preconiza o acolhimento da população usuária do Sistema Único de Saúde (SUS), a motivação para o autocuidado e a adoção de comportamentos saudáveis. Neste processo de educação para o autocuidado, as abordagens motivacionais individuais e coletivas são hoje consideradas as mais efetivas. Auxiliar a pessoa com diabete a encontrar suas próprias razões para aderir ao plano terapêutico, monitorar sua condição de saúde e concretizar mudanças no seu modo de viver é o maior objetivo e o maior desafio.
Documentos como a Diretriz de Atenção à Pessoa com Diabete Melito Tipo 2 (2010) instrumentalizam e capacitam as equipes multiprofissionais de saúde para a promoção da saúde, a prevenção do DM2, seu diagnóstico precoce e manejo adequado, com a consequente redução da morbimortalidade relacionada a ele.

 DM     Diretriz de Atenção à Pessoa com Diabete Melito Tipo 2