Com 50 leitos, nova ala de pronto-socorro é inaugurada

HUEM

A nova unidade de pronto-socorro do Hospital Universitário Evangélico Mackenzie (HUEM), no Bigorrilho, foi inaugurada nesta quinta-feira (5/9). O HUEM tem contrato com o município de Curitiba para a prestação de serviços ambulatoriais e hospitalares de média e alta complexidade pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

"Nós acolhemos e agradecemos o investimento do Mackenzie", disse o prefeito Rafael Greca, no evento. A inauguração da nova ala faz parte das comemorações dos 60 anos do hospital.

A secretária municipal da Saúde, Márcia Huçulak, também acompanhou a solenidade. "É um dia de comemoração porque vemos o hospital revitalizado por uma administração séria e comprometida com a vida", afirmou.

O diretor-geral do hospital, Rogério Kampa, acredita que a nova estrutura coloca o pronto-socorro do HUEM entre os melhores do país.

A nova área tem 1.200 m² e 50 leitos, dez a mais que a ala anterior, que vai ser reformada. Com espaço 50% maior em relação ao antigo pronto-socorro, a expectativa é aumentar em 20% a capacidade de atendimento.

Rede de urgência
O pronto-socorro do HUEM é referência no atendimento do trauma e da dor torácica, integrando a Rede de Urgência e Emergência. De janeiro a julho de 2019, o Complexo Regulador de Urgência e Emergência (Samu, Siate e Central de Leitos) encaminhou 8.632 pacientes – uma média de 41 por dia - ao HUEM.

O hospital é referência para a Rede de Urgência e Emergência com leitos de retaguarda clínica, pediatria, de UTI adulto e neonatal e queimados. Em média, no HUEM, são realizados 35 mil procedimentos ambulatoriais mensais e 2.100 internações hospitalares para os 450 leitos em operação.

O hospital também é referência para a gestação de alto risco.

Presenças
Estiveram presentes à cerimônia o presidente do Supremo Concílio da Igreja Presbiteriana do Brasil, reverendo Roberto Brasileiro da Silva; o presidente do Conselho de Curadores do Instituto Presbiteriano Mackenzie, reverendo Juarez Marcondes Ribas; o presidente do Instituto Presbiteriano Mackenzie, José Inácio Ramos; o diretor de Saúde do instituto, Luiz Roberto Martins Rocha; o superintendente de gestão de sistemas de saúde da Secretaria de Estado da Saúde, Vinícius Filipak; e os vereadores Oscalino do Povo, Giovane Fernandes, Katia Dittrich e Serginho do Posto.