Notícias

  • boletim-0607Curitiba registra mais seis mortes por covid-19 e 695 novos casos

     

    A Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba registrou nesta segunda-feira (6/7) mais seis mortes de moradores da cidade por covid-19 e outros 695 novos casos confirmados da doença. Todos os resultados novos foram constatados por RT-PCR, teste padrão ouro para a detecção do novo coronavírus.

    As vítimas fatais eram todas idosas. Três homens e três mulheres, com idades variando de 61 a 88 anos. Todos tinham doenças crônicas e cinco estavam internado em estado grave.

    Um dos óbitos ocorreu em um serviço de pronto atendimento no dia 27 de junho e estava em investigação desde então. Dois óbitos ocorreram no dia 2 de julho, Os demais ocorreram nas últimas 48 horas.

    Com os novos registros, Curitiba chega a 195 mortes e 7.530 casos de moradores da cidade infectados pelo novo coronavírus.

    Até agora, 4.037 pessoas foram liberadas do isolamento. Mas há ainda 3.298 casos ativos na cidade. Outros 698 casos estão em investigação, aguardando resultado de exames.

    Entre os casos confirmados, 546 pacientes estão internados em hospitais públicos e privados da capital paranaense, 195 deles em UTI.

    UTIs do SUS

    A taxa de ocupação das 261 UTIs do SUS exclusivas para covid-19 nesta segunda-feira é de 87% - todos aqueles que deram entrada no internamento com sintomas suspeitos de síndromes respiratórias agudas graves vão para leitos exclusivos covid-19 e não apenas os com casos confirmados. 

    Além dos 195 óbitos confirmados, outros oito estão em investigação. 

     

    Números da covid-19 em Curitiba em 6 de julho

    695 novos casos

    6 novos óbitos

    Números totais

    Confirmados – 7.530

    Investigação – 698

    Recuperados – 4.037

    Óbitos – 195

  • Curitiba adota novas regras estaduais contra covid-19

     

     

    A Prefeitura de Curitiba publicou um novo decreto (de número 870) com adequações necessárias ao alinhamento da cidade ao decreto estadual 4.942/2020 sobre a covid-19, publicado na tarde de terça-feira (30/6).

    O documento suspende temporariamente a vigência do decreto municipal 810, de 19 de junho. A cidade passa a adotar as novas regras estaduais, que valem por um período de 14 dias.

    Entre as medidas tomadas pelo governo estadual estão:

    • Suspensão de funcionamento de shopping centers, galerias comerciais, comércios de rua, feiras livres, salões de beleza, barbearias, clínicas de estética, academias de ginástica e clubes;
    • Serviços de restaurantes e lanchonetes poderão atender apenas por meio de entrega de produtos em domicílio, drive-thru e/ou retirada em balcão;
    • Supermercados, mercados e similares poderão funcionar somente de segunda a sábado, entre 7 horas e 21 horas;
    • Fica proibida a entrada de crianças menores de 12 anos nos estabelecimentos;
    • O fluxo de pessoas fica restrito a 30% da capacidade total dos estabelecimentos;
    • Estão suspensos os serviços de conveniência dos postos de combustíveis.
    Leia mais...
  • Curitiba ativa mais 28 leitos exclusivos para covid-19

     

    A Secretaria Municipal da Saúde ativará neste sábado (27/6) mais 28 leitos exclusivos para covid-19 - 13 clínicos e 15 de UTI, no Hospital de Clínicas. Com isso, a cidade contará com 238 leitos de UTI e 297 leitos clínicos.

    Os novos leitos fazem parte do plano de contingência de enfrentamento à pandemia do município e integram os 1.088 leitos de UTI da rede hospitalar pública e privada da cidade.

    “Hoje temos 50% do atendimento de pacientes de covid-19 em Curitiba feito pela rede privada e a outra metade pela pública”, disse Márcia Huçulak, secretária municipal da Saúde.

    Os leitos do SUS curitibano para atender pacientes de covid-19 estão sendo ativados conforme a necessidade.

    Até julho estão previstas mais 114 UTIs e outros 133 leitos clínicos, totalizando 782 leitos (UTI e enfermaria) do SUS curitibano exclusivos para covid-19.

    Leia mais...
  • Doses remanescentes são liberadas para a população

     

     

    A partir desta sexta-feira (26/6), o saldo remanescente da campanha de vacinação contra a gripe estará disponível a toda a população de Curitiba, enquanto durarem os estoques, nas dez unidades exclusivas de vacinação da capital paranaense.

    Iniciada em 23 de março, a campanha se encerraria inicialmente em 22 de maio, mas foi prorrrogada até 5 de junho e depois até 30 de junho.

    A vacina não imuniza contra o novo coronavírus, porém, auxilia na exclusão do diagnóstico para a covid-19, já que os sintomas são parecidos. 

    “Estar vacinado também ajuda a reduzir a sobrecarga nos serviços de saúde, já demandados por conta da epidemia do novo coronavírus”, explica a superintendente de Gestão em Saúde, Flávia Quadros. 

    Grupos prioritários 

    Quem faz parte dos públicos prioritários e ainda não tomou a vacina contra a gripe, ainda poderá se vacinar, até o fim do estoque. 

    Fazem parte deste grupo, profissionais de saúde, idosos, crianças de 6 meses a 5 anos completos, gestantes, puérperas (mães que tiveram filhos até 45 dias), doentes crônicos, imunussuprimidos, transplantados e pessoas com deficiência, adultos entre 55 e 59 anos, professores, motoristas, cobradores, caminhoneiros e profissionais das forças de segurança. 

    Leia mais...
  • instituto-medicinaCuritiba prepara segundo hospital com leitos exclusivos para covid-19

     

    Curitiba terá mais um hospital para atendimento exclusivo de pacientes de covid-19. O Instituto de Medicina, no Alto da XV, será reaberto em julho pela Prefeitura de Curitiba, com 110 leitos, sendo 50 de UTI e 60 clínicos (para casos menos graves). 

    O hospital será administrado pela Santa Casa de Curitiba, por meio de contrato temporário, por três meses, podendo ser prorrogado conforme a demanda. Este é o segundo hospital ativado na capital paranaense com este fim – o primeiro foi o Hospital Vitória, em 5 de junho, na CIC.

    “Não há colapso no nosso sistema de saúde, pois estamos preparando nossa sólida rede hospitalar para atender com uma medicina de qualidade os pacientes que precisarem. Mas volto a repetir, nada disso vai dar conta da pandemia se a população não colaborar”, disse o prefeito Rafael Greca, que visitou o local nesta quinta-feira (25/6).

    Os novos leitos fazem parte do plano de contingência de enfrentamento à pandemia do município e integram os 1.088 leitos de UTI já anunciados.

    Leia mais...

Unidades de Saúde

Unidades de Saúde

Confira a lista de endereços dos equipamentos da SMS.

Leia Mais

Orientação e Prevenção

Orientação e Prevenção

Veja como ter uma vida saudável e manter hábitos de proteção da sua saúde.

saiba mais

Ouvidoria SUS Curitiba

ouvidoria-sus

Sugira, Critique, Elogie e tire suas duvidas. Conheça a Ouvidoria do SUS Curitiba.

Saiba Mais                                       

 

Taxa de mortalidade infantil

A taxa de mortalidade infantil em Curitiba apresenta uma tendência constante de queda.

taxaMortalidade1997-2018


Fonte: Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM); Sistema de Informação sobre Nascidos Vivos (SINASC)
Elaboração: SMS Curitiba - Centro de Epidemiologia/CEV
Nota: 2017* dados preliminares

A Secretaria

  • Planejar e executar a política de saúde para o Município de Curitiba
  • Responsabilizar-se pela gestão e regulação dos serviços próprios e conveniados
  • Monitorar doenças e agravos
  • Realizar a vigilância sanitária sobre produtos e serviços de interesse da saúde
  • Visar uma população mais saudável