Curitiba amplia vacinação contra covid para bebês e orienta agendamento

A partir desta quarta-feira (23/11), Curitiba começa a vacinar os bebês sem comorbidades com a primeira dose da vacina contra a covid-19. Devido à limitação de doses, a convocação acontecerá de forma escalonada e com agendamento.

O primeiro grupo sem comorbidades convocado é o dos curitibinhas nascidos entre 25 de novembro de 2019 a 30 de junho de 2020. Nova convocação depende da disponibilidade de doses. No grupo dos bebês estão as crianças de 6 meses até 2 anos, 11 meses e 29 dias.

Crianças que completarem 3 anos antes do recebimento da primeira dose passam a se enquadrar no esquema vacinal do grupo de 3 a 4 anos, que pode ser consultado no Imuniza Já.

Vacina agendada
Para facilitar o fluxo de atendimento e evitar perda de doses, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) orienta que pais e responsáveis por crianças da faixa etária convocada agendem a aplicação pela Central Saúde Já no telefone 3350-9000, que funciona todos os dias, das 8h às 20h.

A vacinação dos pequenos acontece em dez unidades de saúde específicas, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Endereços e mais informações no site Imuniza Já.

“Aquele que não conseguirem fazer o agendamento podem fazer a busca direta pela vacina, mas é muito importante dar preferência pela vacina agenda, ela otimiza o tempo da vacinação” orientou a superintende de gestão da SMS, Flávia Quadros.

Saúde convoca nascidos em 1986 e 1987 para 4ª dose da vacina anticovid em Curitiba

A Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba convoca de forma escalonada os nascidos em 1986 e 1987 para 4ª dose da vacina anticovid.

Nesta terça-feira (22/11), serão vacinados os nascidos no primeiro semestre de 1986. Na quarta-feira (23/11), será a vez de quem nasceu no segundo semestre de 1986.

A convocação de novo grupo segue na quinta-feira (24/11), com os nascidos no primeiro semestre de 1987. Na sexta-feira (25/11), serão vacinados os do segundo semestre de 1987.

Com essas convocações, o chamamento atinge pessoas com 35 anos ou aquelas que completam essa idade até o fim do ano. Para receber a 4ª dose, é preciso ter recebido a 3ª dose há 120 dias ou mais.

A 4ª dose equivale ao 2º reforço para os vacinados na 1º dose com Pfizer, Astrazeneca e Coronavac. Para os vacinados comm Jannsen na 1ª dose, a 4ª dose equivale ao 3º reforço.

Os novos convocados recebem o aviso pelo Aplicativo Saúde Já Curitiba. Para aqueles que não puderem comparecer nas datas estipuladas, a SMS oferece repescagem contínua nas unidades de saúde. A vacinação acontece em 106 unidades de saúde, das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira.

A nova convocação ocorre depois que a Comissão Intergestores Bipartite do Paraná e a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) liberaram mais uma dose da vacina anticovid para pessoas entre 18 a 39 anos. Já foram convocados os nascidos em 1983, 1984 e 1985.

Novas convocações, porém, dependerão da disponibilidade e do envio de novas doses ao município.

Vacinação de bebês com comorbidades contra a covid-19 traz alívio e segurança, dizem pais

bebes-comorbidadeFoi uma injeção de alívio. Tato, dois anos e meio de vida, tomou a primeira dose da vacina contra a covid-19 nesta sexta-feira (18/11). "Um respiro para nós", define a mãe, a arquiteta Priscilla Mandaji.

Autista, o menino é uma das 102 crianças localizadas pela equipe da Unidade de Saúde Mãe Curitibana em regime de busca ativa, por orientação da Secretaria Municipal da Saúde (SMS).

“A vacina é a nossa principal arma de combate à covid-19, um ato de amor”, diz a secretária municipal da Saúde, Beatriz Battistella.

Em Curitiba, a vacinação de bebês de seis meses a dois anos contra a covid-19 começou pelas crianças com comorbidades, como Tato.

O menino nasceu em plena pandemia, o que obrigou os pais a reforçarem cuidados com protocolos sanitários, como o isolamento social.

"Já estamos vacinados, mas seguimos atentos", conta Priscilla. Ela e o marido, Guilherme Grad, também arquiteto, não contraíram o coronavírus.

“Eu contei os dias para a vacinação”, admite a advogada Maria Isabel de Araújo Sobral. “É uma sensação de segurança”, completa.

Com maior demanda, UPAs reorganizam atendimento de pacientes com sintomas respiratórios

UPA-Y

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) reestruturou o fluxo de acolhimento aos pacientes com sintomas respiratórios nas UPAS, em razão do aumento de 10,6% na procura por atendimento nesta semana. A mudança começa já nesta sexta-feira (18/11).

De segunda (14/11) a quinta-feira (17/11), 6.241 pessoas buscaram as UPAs por sintomas respiratórios, enquanto no mesmo período da semana anterior (7 a 10/11) foram 5.640. Se comparado ao começo do mês (31/10 a 3/11) o aumento é ainda maior, chega a 36,9%.

Para dar mais agilidade ao fluxo de pacientes, o atendimento passará a acontecer em "Y". Na entrada da UPA, as pessoas com sintomas respiratórios serão encaminhadas para um eixo e as demais para outro.

Garantia de atendimento
Curitiba já adotou, com êxito, o atendimento em “Y” em outros momentos da pandemia. Segundo a secretária municipal da Saúde, Beatriz Battistella é hora de usar essa metodologia para garantir atendimento.

“Podemos observar um aumento gradativo de pessoas adoecidas por vírus respiratórios. Com o feriado prolongado dessa semana, muitas pessoas viajaram, então podemos ter uma continuidade nesse aumento de busca nos serviços”, destaca.

Curitiba convoca nascidos em 1985 para a 4ª dose da vacina anticovid

A Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba convoca de forma escalonada os nascidos em 1985 para 4ª dose da vacina anticovid. Na sexta-feira (18/11), será a vez dos nascidos no primeiro semestre de 1985. Na segunda-feira (21/11), os nascidos no segundo semestre de 1985.

Com isso, o chamamento atinge pessoas com 37 anos ou aquelas que completam essa idade até o fim do ano. Para receber a 4ª dose, é preciso ter recebido a 3ª dose há 120 dias ou mais.

A 4ª dose equivale ao 2º reforço para os vacinados na 1º dose com Pfizer, Astrazeneca e Coronavac. Para os vacinados com Jannsen na 1ª dose, a 4ª dose equivale ao 3º reforço.

Os novos convocados receberão mensagem pelo Aplicativo Saúde Já Curitiba, nesta quinta-feira (17/11). Para aqueles que não puderem comparecer nas datas estipuladas, a SMS oferece repescagem contínua nas unidades de saúde. A vacinação acontece em 106 unidades de saúde, das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira.

A nova convocação ocorre depois que a Comissão Intergestores Bipartite do Paraná e a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) liberaram mais uma dose da vacina anticovid para pessoas entre 18 a 39 anos. Já foram convocados os nascidos em 1983 e os nascidos em 1984. Novas convocações deste grupo, porém, dependerão da disponibilidade e do envio de novas doses ao município.