Histórico

O mosquito Aedes aegypti, transmissor da Dengue e da Febre Amarela foi introduzido no Brasil no período colonial, provavelmente durante o tráfico de escravos. O mosquito foi erradicado em 1955, mas foi reintroduzido no território brasileiro. Atualmente, encontra-se disperso por todos os estados.

dengue 001

O Aedes aegypti é um mosquito essencialmente urbano, que escolhe as casas para se instalar. A fêmea escolhe locais onde há pouca luz devido à sensibilidade das larvas à luminosidade. A transmissão da dengue é feita pela fêmea do mosquito, pois a fêmea precisa de uma proteína do sangue para a maturação dos ovos.


Este mosquito é um inseto do tamanho de um grão de arroz, com anéis brancos nas patas e a figura de uma lira no dorso. A espécie apresenta coloração mais escura que o pernilongo comum. Em Curitiba, o combate contra o mosquito é feito desde 1.998. O Programa Municipal de Controle da Dengue - PMCD faz parte da rotina do Centro de Saúde Ambiental. Cento e sessenta profissionais especializados (Agentes de Controle de Vetores) fazem operações de campo e pesquisas em imóveis. No primeiro semestre de 2.011 (02/01 a 02/07), 208.525 imóveis foram pesquisados: 130.147 Residências; 37.612 Comércios; 7.288 Pontos Estratégicos - PE; 13.235 Terrenos Baldios e 20.243 Outros Equipamentos (praças, igrejas, hospitais, escolas, órgãos públicos e empresas).